City Pop: Uma volta a fantasia capitalista do Japão dos anos 80

O City Pop Japonês, um gênero que é a fusão de Disco/Funk/Jazz irradiou nos sons de carros das metrópoles do Japão durante os anos 80, existiu como uma trilha sonora para um mundo de quase-sonho, um estado otimista que o país estava vivendo graças a “bolha de preços de ativos japoneses” – uma euforia econômica para o Japão graças a exportação mundial de artigos tecnológicos durante os anos 70.

As batidas cheias de swing e o jazz tranquilo do City Pop deram o tom para um mundo que não embora não fosse durar, existia como um fantástico mundo dos sonhos por um tempo.

1980s-Tokyo.jpg
A Tóquio dos anos 80.

 

Uma década de inovações e pensamentos para frente foi sonoramente reconstruída dentro de um gênero musical fácil de se escutar, no qual narrava uma esperançosa e tranquila ideologia num momento de segurança financeira que veio de uma progressão japonesa avançada.

Screenshot_3.png

Durante este período, artistas como Takako Mamiya (間宮貴子), Miki Matsubara (真夜中のドア), e Taeko Ōnuki (大貫妙子) começaram a criar musicas que refletiam o prospero espaço cosmopolita que a próxima geração estava aproveitando graças aos estudos de seus predecessores. A revolução técnica e seus lucros tinham inspirado um etéreo discurso musical de um Japão “sem-problema” que era, pelo menos por esse tempo, uma entidade economicamente intocável.

Screenshot_4.png

A propagação de sistemas de som dentro de carros durante os anos 80 deu ao City Pop uma proeminente plataforma social.

Como era uma música perfeita para uma viagem de carro a noite enquanto se olha para o paraíso oriental urbano de diversas cores, se misturando e se ofuscando com os movimentos dos carros enquanto alguém olha uma memorável mensagem capitalista em um outdoor, romantizando aquele cultura de conglomerados corporativos não-romantizável que criou esse sonho de uma promessa efêmera.

ap,550x550,16x12,1,transparent,t.u4.png
Miki Matsubara – Stay With Me

Por conseguir ser o amálgama de diversos gêneros “fáceis de escutar”, o City Pop brilhava com um tipo surreal de jovialidade. Refletindo um estado sereno de despreocupação, mantendo uma narrativa de intenso otimismo futuro que a criança da “bolha japonesa” poderia experienciar enquanto admirava o neon hipnótico dos outdoors que estavam na parte de cima de todos os gigantes prédios da Tóquio dos anos 80.

Uma cena perfeita de filme onde alguém pode tocar “Street Dancer” de Hiromi Iawasaki (岩崎宏美) e permitir que os vocais cheios de swing e hipnóticos que dançam junto a uma base de funk “macio” manifestem visualmente um sonho jovem nascido de um momento onde a ambição selvagem encontrava uma calma eufórica.

Enquanto ideologicamente simples e definitivo, City Pop foi um gênero eclético que se construía na base de diversos instrumentos de vários gêneros ocidentais mais antigos.

Coisas como Swing Horns, batidas de Disco 4-to-the-floor, complexas melodias de Jazz, sincopações de Funk, e seções de cordas poderiam ser combinadas em um número grande de jeitos, normalmente com uma doce voz feminina inferindo a uma visão hipnotizante de um paraíso moderno que tinha quase dobrado o valor do Yen e tinha criado uma adoração nacional pelo Capitalismo.

 

O dinheiro não pode comprar a felicidade – verdade, mas a propagação monetária do Japão dos anos 80 tinha criado uma trilha sonora que mostrava um mundo surreal onde alguém poderia achar que essa frase era mentira. Um tempo sem problemas, pintado por doces sons e ondas que fazem você quase escutar sussurros dizendo para você “tudo está bem e maravilhoso”.

Apesar da fragmentação dos estilos musicais ocidentais e a costura deles em uma coisa só, o City Pop foi um estilo musical distintamente “feito no Japão” refletindo a consciência coletiva de habitantes urbanos que estavam olhando para frente e para um continuo futuro inovador.

Infelizmente, como todas as coisas boas, City Pop, que era claramente casado ao momento de boom econômico do Japão, chegou a um fim.

 

1980s-City-Pop.jpg

O gênero musical começou a desparecer com o crash financeiro dos anos 90, que levou ao que se conheceu como a “década perdida”, um espaço onde o mundo de sonhos e otimismo do City Pop não tinha lugar. A juventude dessa geração se encontrou com um mundo muito diferente ideologicamente que não tinha nenhuma relação com a agora obsoleta musica de seus pais que viveram um momento financeiramente bom.

O modernismo do Japão dos anos 80 rapidamente se transformou no pós-modernismo no início da década de 90 e o sonho capitalista virou uma memória com uma trilha sonora que a seguia e que se tornou uma relíquia da década lembrada agora por sua ambição esgotada: a bolha tinha estourado e o Japão se enfraqueceu de seu sonho de uma década para uma realidade não tão despreocupante.

Screenshot_5.png
Takeuchi Mariya – Plastic Love (Night Tempo 100% Pure Remastered)

City Pop agora habita um lado “peculiar” da internet entre os gêneros alternativos

Especialmente achando um lar entre os ecléticos mixes de Vaporwave que circundam os espaços do Youtube e Soundcloud, um encaixe perfeito já que se mistura bem a atmosfera Vaporwave de nostalgia criada por meios irônicos de reflexões comerciais e capitalistas, dando a esse gênero sem lugar um pouco mais de vida.

Agora, um gatilho de memória de um sonho que não duraria, City Pop existe como uma obscuridade on-line, mas uma referência vívida do tempo abrangendo uma narrativa de todo um zeitgeist, refletindo um momento proeminente esperando ser descoberto por aqueles dispostos a se aventurarem o suficiente no reino alternativo da internet, e experimentar a atmosfera intensa do romance capitalista condenado do Japão através de uma nostalgia de segunda mão que o transportará para um lugar de sonhos comerciais e cores neon.

“お金は永続性の木に成長します。”
“O dinheiro cresce na árvore da persistência.”
-Provérbio Japonês


Artigo originalmente escrito por Safiyah 404

Disponível no link abaixo:

https://beardedgentlemenmusic.com/2017/08/23/japanese-city-pop-1980s/

Traduzido por Andrey Santiago

 

Um comentário em “City Pop: Uma volta a fantasia capitalista do Japão dos anos 80

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close