EUA: Partido pelo Socialismo e Libertação – Justiça para George Floyd!

mmm

O Partido pelo Socialismo e a Libertação condena o cruel assassinato de George Floyd pelo Departamento de Polícia de Minneapolis. Estendemos a nossa mais profunda simpatia a sua família e a sua comunidade. Demitir os policiais não é o suficiente. O policial Derek Chauvin e seus três cumplices, devem ser presos imediatamente e julgados. A justiça só pode começar com a condenação e sentença de todos os envolvidos!

Saudamos os milhares residentes de Minneapolis, Minnesota que foram as ruas com uma justificada indignação para demandar justiça para George Floyd. Protestantes de todos os lugares e idades tomaram as ruas um dia depois do assassinato de Floyd e se depararam com uma violenta repressão policial. A polícia, usando equipamento anti-motim, usou cassetetes, gás lacrimogêneo e armas de efeito moral para reprimir a justa raiva do povo de Minneapolis.

Protesters and police face each other during a rally for George Floyd in Minneapolis.

Faz apenas quatro anos desde que Minneapolis ficou de luto pela morte de Philando Castile, um homem negro também morto pela polícia. Seu assassino, Jeronimo Yanez, foi demitido e considerado “inocente” no julgamento. O assassinato policial de Castile provocou protestos em todo o país.

O último incidente do terror sancionado pelo Estado vem na esteira de execuções policiais e de vigilantes que tem acontecido durante a crise do COVID-19 nos Estados Unidos. Embora em algumas partes do país “lockdowns” e medidas de quarentena estejam em vigor, a opressão da população negra continua e tem de fato se realçado numa das maiores crises de saúde pública da história recente.

Um vídeo capturando o assassinato de George Floyd foi postado no Facebook e levantou uma ampla indignação e manifestações. No vídeo, Floyd é visto preso ao chão pelo seu pescoço, com o rosto tão pressionado ao chão que seu nariz sangra, é ouvido constantemente por sua parte “eu não consigo respirar”. Enquanto Floyd estava no chão, o policial Derek Chauvin pressionava seu joelho nas costas e pescoço de Floyd, asfixiando-o por vários minutos. Enquanto múltiplas pessoas que observavam imploravam para que o policial saísse do pescoço de Floyd, ele acabaria ficando sem sinais vitais e foi levado por uma ambulância para o Centro Médico do Condado de Hennepin. Mais tarde foi pronunciado que ele tinha morrido. As últimas palavras de George Floyd foram “eu não consigo respirar”, as exatas mesmas palavras ditas por Eric Garner, que foi estrangulado até a morte pelo policial de Nova York Daniel Pantaleo em 2014.

BIVBSFJNIVG45HGMECABLTUMDM

Os policiais alegaram que estava respondendo a uma falsificação de dinheiro em progresso, um possível crime não-violento. Os policiais alegaram que Floyd, desarmado, estaria resistindo a prisão, entretanto, depois eles mudaram a história, afirmando que ele estava “sofrendo de um estresse médico”. É um absurdo que a policia utilize tal tática brutal numa pessoa com problemas de saúde, em qualquer pessoa.

Não podemos depender do FBI, que começou a investigar o crime, para obter justiça. O FBI é uma violenta instituição do estado que tem constantemente sido uma arma contra o movimento de libertação da população negra nos Estados Unidos. O FBI nunca foi justo ou parcial à comunidade negra. A verdadeira justiça será adquirida quando as pessoas se organizarem e lutarem pelas suas próprias demandas encarando a opressão racista do estado capitalista dos EUA. A policia sempre irá preencher o seu papel de tropa de choque para a supremacia branca e o capitalismo enquanto ela existir nesse estado racista.

28917357

Nesse período absolutamente crítico, avancemos nossa decisão de construir organizações capazes de travar uma luta de classes militante contra o estado racista e sua classe dominante. A classe dominante e seu governo apenas demonstraram total desconsideração pela vida de milhões de trabalhadores durante a crise do COVID-19, especialmente os negros que são desproporcionalmente vítimas do vírus. Em meio à profunda crise, os assassinatos racistas de George Floyd, Ahmaud Arbery em Brunswick, Geórgia, Breonna Taylor em Louisville, Kentucky, e Sean Reed em Indianapolis, Indiana, deixam claro que os protestos e a luta contra isso devem continuar e se intensificar. Afirmamos e apoiamos o direito do povo negro e de todos os oprimidos a protestar e se defender contra o terrorismo racista.

O Partido pelo Socialismo e a Libertação exige que os quatro policiais envolvidos no assassinato de Floyd sejam processados ​​e condenados. Também exigimos o fim da repressão dos manifestantes em Minneapolis, exigindo justiça e responsabilidade durante uma crise econômica e de saúde.

Justiça para George Floyd e todas as vítimas de terror policial racista!


Texto originalmente escrito pelo Partido pelo Socialismo e a Libertação, um partido marxista-leninista que se organiza nos Estados Unidos.

A nota oficial em inglês pode ser encontrada aqui.

Tradução por Andrey Santiago

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close