Amílcar Cabral – A Ideologia Não é uma Religião

Trecho do livro “A Luta Criou Raízes”, lançado em 2018 pela Fundação Amílcar Cabral.

O livro completo está disponível no site Marxists.

Transcrição e revisão para o português brasileiro por Andrey Santiago.


Para além do nacionalismo, a luta de vocês é fundamentada em alguma base ideológica? Até que ponto tem sido relevante a ideologia do marxismo-leninismo para o prosseguimento da guerra na Guiné-Bissau? Que peculiaridades práticas, se existem, necessitaram da modificação do marxismo-leninismo?

Nós acreditamos que uma luta como a nossa é impossível sem ideologia. Mas que tipo de ideologia? Talvez vá desapontar muita gente aqui quando disser que nós não pensamos que a ideologia seja uma religião. Uma religião diz, por exemplo, que Cristo nasceu em Nazaré e fez este e aquele milagre, etc. e etc., e acredita-se nisso ou não se acredita, e pratica-se a religião ou não. Partir das realidades do nosso próprio país para a criação de uma ideologia para a luta, não implica que se pretenda ser um Marx ou um Lênin, ou qualquer outro grande ideólogo, mas é simplesmente uma parte necessária da Luta. Confesso que não conhecíamos suficientemente bem estes teóricos quando começámos. Não conhecíamos deles nem metade do que conhecemos agora! Nós tivemos necessidade de conhecê-los, como disse, a fim de julgarmos em que medida podíamos aproveitar a sua experiência para ajudar a nossa situação — mas não necessariamente para aplicar a ideologia cegamente, só porque ela é uma ideologia muito boa. Este é o nosso ponto de vista.

Mas a ideologia é importante na Guiné. Como disse, não queremos que o nosso povo seja mais explorado. O nosso desejo de desenvolver o nosso país com justiça social e com o poder nas mãos do povo, é a nossa base ideológica. Nunca mais queremos ver um grupo ou uma classe de pessoas explorar ou dominar o trabalho do nosso povo. Esta é a nossa base. Se se quiser chamar marxismo a isso, que chame marxismo, tanto faz.

Certa vez, perguntou-me um jornalista: “O Senhor Cabral, é marxista?”

Será que o marxismo é uma religião? Eu sou um combatente da liberdade no meu país. Devo ser julgado pelo que eu faço na prática. Se for decidido que isso é marxismo, pode dizer a toda a gente que é marxismo. Se achar que não é marxismo, diga-se que não é marxismo. Mas o rótulo é problema de cada um; nós não gostamos dessa espécie de rótulos. As pessoas aqui estão muito preocupadas com as perguntas: é marxista ou não marxista? É marxista-leninista?

Perguntem-me apenas, por favor, se nós estamos trabalhando bem. Se, na realidade, estamos a libertar o nosso povo, os seres humanos no nosso país, de todas as formas de opressão. Perguntem-me simplesmente isso, e tirem as suas próprias conclusões.

Não podemos dizer, a partir da nossa experiência, que o marxismo-leninismo tem de ser modificado — isso seria presunçoso. O que nós devemos fazer é modificar, transformar radicalmente as condições políticas, econômicas, sociais e culturais do nosso povo. Isso não significa que não temos respeito por tudo quanto o marxismo e o leninismo contribuíram para a transformação das lutas em todo o mundo e através dos anos. Mas nós temos a certeza absoluta que temos de criar e desenvolver, na nossa situação específica, a solução para o nosso país. Acreditamos que as leis que regulam a evolução de todas as sociedades humanas são as mesmas.

A nossa sociedade desenvolve-se da mesma maneira que outras sociedades no mundo, de acordo com o processo histórico; mas devemos compreender claramente em que estágio está a nossa sociedade. Marx, quando criou o marxismo, não vivia numa sociedade tribal; acho que nós não temos necessidade de ser mais marxistas que Marx ou mais leninistas que Lênin, na aplicação das suas teorias.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close